EXPEDIENTE      |      ANUNCIE      |      FALE CONOSCO
Busca:  busca
informe-se
Decoração
Mudar é preciso...
publicado em 04 de setembro de 2015 às 12h52
Compartilhe

Todo mundo gosta de mudar um pouco de tempos em tempos. Seja mudar de casa, o estilo de se vestir ou o corte de cabelo! Na decoração do lar, ocorre o mesmo. Mas muitas vezes essa mudança acaba sendo frustrada. É que muita gente adquire móveis sob medida, feitos para um determinado local, e quando dá aquela vontade de mudar algumas coisas de lugar, não dá certo. Para evitar esse problema, os móveis soltos em um layout flexível são a solução.

A designer de interiores Rosângela Brandão Mesquita e o arquiteto Eduardo Henrique, do escritório Situar Projetos comentam os contras dos móveis planejados: "Esses mobiliários, apesar de ser uma realidade devido aos espaços que estão cada vez mais compactos, são rígidos e não permitem a mudança, obrigando a pessoa ficar com o mesmo layout por anos. Outro inconveniente é quando há a mudança de casa. É difícil realocar os móveis, pois eles foram feitos sob medida para o espaço antigo".

Por esses motivos, Rosângela e Eduardo optam - sempre que possível - por trabalhar com móveis soltos, dando mais flexibilidade aos clientes. "Os móveis flexíveis têm como grande diferencial a versatilidade, que permite a mudança tanto de layout quanto de casa de maneira tranquila. Eles possibilitam ainda a reutilização das peças que, em tempos de sustentabilidade, é muito importante". Esta proposta, inspirou os profissionais na execução do Quarto do Jovem Descolado, ambiente apresentado na Casa Cor Minas. "O quarto foi idealizado para um jovem ativo e descolado, avesso a estruturas rígidas, convencionais. Por isso, a liberdade na disposição dos móveis em seu quarto trouxe mais leveza e versatilidade. Essa escolha foi ao encontro da personalidade do habitante desse quarto", ponderam.

​No quarto do jovem descolado, Rosângela Brandão e Eduardo Henrique procuram trabalhar ao máximo com móveis flexíveis. Percebam que o armário com o fundo espelhado pode ser disposto de várias formas no quarto, assim como a cama e a mesa do escritório. Foto: Jomar Bragança
​No quarto do jovem descolado, Rosângela Brandão e Eduardo Henrique procuram trabalhar ao máximo com móveis flexíveis. Percebam que o armário com o fundo espelhado pode ser disposto de várias formas no quarto, assim como a cama e a mesa do escritório. Foto: Jomar Bragança

Os arquitetos Bruno Viana e Ivana Seabra também aderem a esse tipo de móvel em seus projetos. "Quando não trabalhamos com móveis sob medida, temos mais liberdade na escolha de acabamentos, cores e texturas e podemos brincar com isso, criando um layout harmônico e rico. A composição é valorizada por móveis de design e eles se tornam destaque no ambiente", defendem.

Eles trabalharam juntos em um projeto de um home-office, que também está em exposição na Casa Cor Minas, onde utilizaram esse conceito. "O home office é um espaço de demanda crescente. Visando este nicho de mercado, nossa proposta foi desenvolver um ambiente que mescla o lado técnico e ergonômico dos móveis corporativos com o aconchego e sofisticação do mobiliário residencial. O ambiente mais personalizado, inspirado nos gostos pessoais do cliente, garante aconchego e leveza", explicam Bruno e Ivana.

No home office de Ivana Seabra e Bruno Vianna o móvel sob medida se faz presente na estante, mas todo o restante do mobiliário é trabalhado com móveis flexíveis o que possibilita maior liberdade na composição. Foto: Jomar Bragança
No home office de Ivana Seabra e Bruno Vianna o móvel sob medida se faz presente na estante, mas todo o restante do mobiliário é trabalhado com móveis flexíveis o que possibilita maior liberdade na composição. Foto: Jomar Bragança